Luiz Carlos Borges

O cantor, compositor e acordeonista LUIZ CARLOS BORGES iniciou sua carreira, aos sete anos de idade, no conjunto "Irmãos Borges", na região missioneira do Rio Grande do Sul, com quem gravou seus três primeiros discos. Sua carreira solo iniciou a partir do sucesso com a composição "Tropa de Osso", premiada na 9ª edição da Califórnia da Canção Nativa do RS, movimento musical que revolucionou a Música Tradicional Gaúcha na década de 70. Desde lá, já foram 32 discos gravados, sempre investindo na renovação da música regional gaúcha.
Borges é licenciado em Música e, em sua trajetória profissional, já assumiu cargo como assessor de Cultura e Turismo das cidades de São Borja e Santa Maria. Em 1983, na condição de secretário de cultura, desporto e turismo, idealizou e desenvolveu o Festival Musicanto Sul-Americano de Nativismo, no município gaúcho de Santa Rosa.
No ano de 1992, lançou seu 1º CD Internacional “Gaúcho Rider", e iniciou o ano cumprindo uma agenda de 14 Shows pela Europa, em países como: Alemanha, Áustria, Itália, Eslovênia, Suíça e Polônia.
Durante os 48 anos de carreira, Borges marcou presença também em eventos musicais de diversos países, entre eles: Festival Nacional Del Folclore COSQUIN - Córdoba – Argentina; Festival Internacional de folclore - em Salt Lake City UTHA Estados Unidos da América, Semana regional do Folclore em Caiena - Guiana Francesa.
Em 2005, esteve em Viena, na Áustria, representando o Brasil junto a outros diversos artistas da música regional gaúcha. Em 2006 com o violonista Maurício Marques mais Renato Borghetti “Quarteto”, participou do festival de música e poesia da cidade de Elko, estado de Nevada - USA.
Luiz Carlos Borges, atualmente, divulga os CDs “CAMPEIROS vol.2” (este em parceria com Mauro Ferreira, no Brasil) e, na Argentina o seu 32° disco “LUIZ CARLOS BORGES Con Amigos Argentinos” pela gravadora BYM de La Plata – Argentina.
Apesar de manter-se sempre próximo da sonoridade regional gaúcha e brasileira, Luiz Carlos Borges é hoje um dos poucos músicos do sul do Brasil considerado pelos grandes músicos e pela crítica especializada da Argentina, como credenciado e capacitado musicalmente para a verdadeira integração dos países do MERCOSUL, devido sua intimidade com os ritmos sul-americanos.
Isto é apenas um pouco do perfil e trajetória do mais completo músico da região sul, considerando-se que compõe, canta, toca acordeon e violão, além de arranjar as próprias composições.
Borges se apresenta na formação de QUARTETO, contando com os músicos: Yuri Menezes (violão), Rodrigo Maia (contrabaixo) e Marco Michelon (bateria).